PLAYLIST

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Intimação para comparecimento em audiência

Alguém, se utilizando indevidamente da razão social do Ministério Público Federal, tenta aplicar um golpe em internautas.

Não cliquem nos links indicados e deletem a mensagem.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Banco do Brasil, comunicado fraudulento

As instituições financeiras têm sido alvo contínuo dos fraudadores. Desta vez, a vítima é o Banco do Brasil. 

A redação da mensagem, o envio para não clientes do banco e o link remetendo para outra página já indicam a fraude. Jamais click em links sugeridos nas mensagens, assim como não o preencha com suas informações pessoais, especialmente senhas.   

http://esole-eg.org/apf?email=[BUCK]od..........



segunda-feira, 3 de julho de 2017

Boleto com prestação vencida, mais uma fraude

Se você receber algum boleto de débitos vencidos, de origem desconhecida, através de correspondência via e-mail ou correio, similar a postada aqui, saiba que é a fraude mais recente. 

É importante lembrar que nomes e razões sociais são inventados por falsários. Os utilizados na mensagem podem não ter nenhuma relação com os nomes usados. Se for o caso, espero que a empresa se manifeste a respeito.

Denunciem SPAM e deletem.


domingo, 2 de julho de 2017

Consumidor pagou cobrança falsa recebida em casa, mas teve seu pleito negado na justiça


(Foto: Reprodução)
Os boletos bancários, uma das formas de cobrança mais utilizada, e por isso mesmo, na mira dos fraudadores, estão assombrando alguns consumidores. Os fraudadores estão modificando o código de barras original, desviando os recursos para contas fantasmas deles. Dessa forma, o consumidor continua com sua dívida em aberto e pode ter a suspensão de serviços ou cancelamento de produtos, ou até ir parar no SPC e na SERASA.
Segundo a matéria do diário "O Sul" (foto acima), o jornalista Ramon de Souza pagou a fatura recebida do cartão de crédito, em setembro do ano passado. No mês seguinte, descobriu que estava em débito com a operadora. Ele buscou a Justiça, mas teve seu pleito negado pelo Juizado Especial Federal do Rio, sob a alegação de que “o risco é todo do devedor” e que “as consequências do erro do devedor, induzido ou não por terceiro, não podem recair sobre outra senão a própria pessoa do devedor”. Ele pode recorrer.
O devedor tem que pagar as suas obrigações. Mas ser responsabilizado por um sistema frágil, em que a segurança poe em risco tal operação, me parece demasiado injusto. De onde os fraudadores tiram as informações da cobrança para adulterá-las? Pensem nisso e busquem confirmar os boletos, antes de efetuarem os pagamentos. 
Fonte:  <http://www.osul.com.br/consumidor-pagou-cobranca-falsa-recebida-em-casa-justica-negou-ressarcimento/>

sábado, 1 de julho de 2017

Em busca da fama, uma pistola Desert Eagle de calibre 50 rouba uma vida

Circula hoje no diário O Sul, a notícia de um casal de Minnesota (EUA) que em busca de fama, fez uma brincadeira idiota, para nao dizer uma experiência trágica, com uma arma letal. Eles esperavam que o tiro não ultrapassasse um livro de capa dura que o marido segurava no peito, mas aconteceu o inverso, e o marido perdeu a vida. 

Segundo a matéria "O disparo único foi feito a cerca de 30 centímetros de distância e em meio à movimentação dos vizinhos para assistir à cena em sua casa em Minnesota." As pessoas ao invés de fazerem algo para impedir, incentivavam, uma vez que serviam de telespectadores, como se assistissem a um espetáculo de arte. Lamentável toda a cena e o resultado final.

Fico me perguntando quais valores esses pais passam para os filhos? Submeter uma menina de três anos a uma violência dessa natureza, como afirma a matéria é inconcebível "A filha de três anos do casal e cerca de 30 pessoas assistiram à cena, transmitida pelo YouTube Live, o serviço de streaming em tempo real da plataforma."

Está na hora das pessoas terem mais consciência, de entenderem que fama é algo passageiro, e que nao pode por em risco uma vida. 

Casal fez o vídeo para conseguir mais seguidores. (Foto: Reprodução)

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Notificação de débito falso do IPTU

Terceiro e último aviso sobre o  IPTU em atraso. Internautas não se apavorem, é apenas uma mensagem falsa querendo lhe passar um vírus ou roubar seus dados. Para disseminarem a mensagem, estão, fraudulentamente, usando e-mails de terceiros, sem sua anuência.

Ao receberem a mensagem, denunciem SPAM e deletem. 


quinta-feira, 22 de junho de 2017

Novo golpe virtual oferece um falso desconto no Uber para roubar os dados de usuários

Recebi uma mensagem falando sobre a fraude do falso desconto no Uber, pesquisando sobre, encontrei esta matéria de autoria do "Diário O Sul". Esse periódico sempre contribui com informações novas e relevantes, uma ótima leitura.

O Uber hoje é um enorme benefício e um facilitador na vida de todos que dependem de transporte alternativo. Não uso mais meu carro, só em estacionamento paga-se mais que o valor da corrida. 

Entre as vantagens estão motoristas educados e bem humorados, chamadas pelo aplicativo, débito no cartão de crédito, corridas mais em conta, tem sempre um carro perto de você, você ganha tempo nos deslocamentos, não precisa enfrentar congestionamentos no trânsito e se livra dos estresses.  Precisa mais?

Como tudo na vida pode melhorar e piorar, os falsários acharam um meio de lesar os usuários do Uber.  Então, leiam a matéria e sigam as instruções sugeridas.

Sistematicamente tenho alertado os leitores do blog para não preencherem quaisquer formulários com dados pessoais como nome, CPF, telefone e dados do cartão de crédito. E, também, para não acreditarem em promessas miraculosas, nem clicarem em links desconhecidos. São cuidados mínimos, mas sê observados, podem evitar alguns incidentes e prejuízos financeiros.

"Novo golpe virtual oferece um falso desconto no Uber para roubar os dados de usuários

Golpe rouba dados pessoais e financeiros. (Foto: Reprodução)
Não é apenas o WhatsApp que tem sido usado como isca para ameaças na internet. Cibercriminosos estão disseminando um falso cupom do Uber, com um suposto desconto de R$ 100, para roubar dados pessoais e financeiros das vítimas.
O golpe foi identificado recentemente, segundo a empresa de segurança digital Eset, e segue afetando mais de 40 mil usuários.
Ao acessar o link enviado por e-mail, a vítima é redirecionada para uma página na qual é induzida a cadastrar-se no Uber para receber o desconto. Quando clica no suposto botão de cadastro, o usuário é redirecionado para uma página com visual semelhante ao do Uber, onde são pedidos dados pessoais como nome, CPF, telefone e dados do cartão de crédito.
Ao completar os dados, uma mensagem pop-up confirma o “sucesso no cadastro” e redireciona a vítima para a página oficial de login do Uber.
Como se precaver
Segundo a Eset, o usuário deve instalar programas proativos de segurança no computador, celulares e tablets, além de realizar boas práticas de navegação que incluem não divulgar dados pessoais e financeiros sem ter certeza do destinatário, duvidar de promoções muito vantajosas e nunca clicar em links ou anexos de emails sem verificar sua procedência.
Outra dica é desabilitar o carregamento automático de macros e conteúdo externo, pois esse é um vetor de ataque frequentemente utilizado para executar códigos maliciosos nos computadores das vítimas.
Outras dicas
Novos golpes circulam na praça a todo momento com as mais diversas tecnologias. O Uber atualmente é uma delas. E não é o caso de motoristas que resolveram dar uma volta a mais ou coisas relacionadas, mas sim hackers clonando contas de usuários e, consequentemente, gerando cobranças indevidas no seu cartão de crédito.
Como isso é possível, uma vez que nesses casos os aparelhos das vítimas não foram roubados, nem o dos motoristas? Hackers conseguem acessar essas credenciais de inúmeras formas. Contudo, o caminho é o mesmo: as pragas virtuais. Ou seja, através da infecção de malwares; programas maliciosos que se instalam no dispositivo e phising; falsos links dos quais a vítima fornece seus dados pessoais aos hackers.
Em virtude dos fatos apresentados é preciso que as pessoas fiquem alertas. O primeiro é para sempre ficar atento as notificações de Uber e, obviamente, a fatura do seu cartão de crédito. A segunda e mais importante é válida não somente para esse caso, mas para qualquer tipo de ataque virtual: sempre desconfie de mensagens com links suspeitos e, também, utilize uma senha forte, se possível com dupla verificação.
Senha forte
Por segurança, a recomendação é sempre utilizar palavras-chave diferentes em todos os serviços. Mas as pessoas têm preguiça de inventar códigos novos o tempo todo.
Foi detectado que 91% das pessoas conhece o risco de reutilizar senhas em mais de um serviço, mas 61% admitiu fazê-lo. Ou seja, os usuários repetem palavras-chave cientes do perigo que isto representa.
E só 29% afirmou mudar as senhas ocasionalmente por questões de segurança. E sbae qual é o principal motivo para que os usuários troquem a palavra-chave? Esquecimento. Os usuários esquecem a senha e acabam trocando para poder acessar o serviço. Talvez isto explique o reúso das palavras-chave.
Mas, como conhecem os riscos, os usuários não são lá tão descuidados. A maioria prioriza senha diferente para serviços financeiros (69%), enquanto sites de e-commerce (43%), mídias sociais (31%) e entretenimento (20%) ficam menos seguros.
O problema de utilizar palavras e datas ou informações fáceis de lembrar e relacionadas a você é que todas podem ser facilmente obtidas na rede. Ou por uma pessoa que te conheça bastante. Como sempre, a orientação é de usar letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos, sempre de maneira alternada."
Fonte: <http://www.osul.com.br/novo-golpe-virtual-oferece-um-falso-desconto-no-uber-para-roubar-os-dados-de-usuarios/>

terça-feira, 20 de junho de 2017

Intimação para regularização de Cadastro de Pessoa Física na Receita Federal - Fraude

Intimação para regularização de Cadastro de Pessoa Física na Receita Federal! 

Você recebeu essa mensagem? Saiba que ela é falsa. 

Ela chega no seu endereço através do correio, endereçada corretamente a você, mas o conteúdo é fraudulento e não foi enviado pela Receita Federal. 

Você não está com seus dados desatualizados, não existem problemas com seus dados bancários, nem cairá na malha fina, como fazem crer os falsários.

O objetivo é roubar os seus dados. Não caia na armadilha, se não quiser ser lesado.




Vejam o que diz o Jornal O Globo sobre o assunto.

"Receita Federal alerta para golpe da regularização de dados cadastrais
O GloboO Globo · 20/06/2017

RIO - A Receita Federal alertou, nesta terça-feira, para golpe que está sendo realizado pelos Correios, e não por e-mail, como tem sido mais comum. O contribuinte recebe, por correspondência, em sua residência, uma intimação para regularização de dados cadastrais. Nesta correspondência, há um endereço eletrônico para acesso e atualização de dados bancários. O endereço informado não tem nenhuma relação com o site da Receita.
Apesar de conter o logotipo e o nome da Receita Federal, a carta é uma tentativa de golpe e não é enviada pelo órgão. A orientação ao contribuinte é que, caso receba esse tipo de correspondência, destrua a carta e jamais acesse o endereço eletrônico indicado.
A Receita Federal informou que, para fins de consulta, download de programas ou alterações de informações junto ao Fisco, não devem ser acessados endereços eletrônicos que não o oficial do órgão. Caso o faça, o contribuinte estará sujeito a vírus e malwares,que podem roubar seus dados pessoais, bancários e fiscais.
Em relação aos dados bancários de pessoas físicas, o contribuinte só os informa à Receita Federal, a seu critério, para fins de débito automático ou depósito de restituição do Imposto de Renda. Em ambos os casos, a informação é fornecida na Declaração do Imposto de Renda e pode ser alterada por meio do Extrato da Dirpf no Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC).
Caso o contribuinte não consiga utilizar os serviços virtuais, ele deve procurar um Centro de Atendimento ao Contribuinte nas Unidades da Receita Federal, através do site http://idg.receita.fazenda.gov.br/contato. Nenhum outro site ou endereço na internet está habilitado a fazer procedimentos em nome da Receita Federal."
Fonte:   <https://newsstand.google.com/articles/CAIiEHVX10F7sGgDDbk6NO6-KBcqFwgEKg8IACoHCAow5__MATCzgSUwz583>

sábado, 20 de maio de 2017

RECUPERE SEU CREDITO, SAIA DA LISTA DE DEVEDOR (88716)

"RECUPERE SEU CREDITO, SAIA DA LISTA DE DEVEDOR (88716)!" Esse pishing foi enviado usando e-mails de pessoas que nada tem a ver com o assunto, inclusive o meu, o que comprova que é falso.

Denunciem SPAM e deletem a mensagem, sem clicar nos links indicados. Não preencha com seus dados pessoais, as informações ao final. 

Acreditando nessas mensagens, você poderá ficar ainda mais endividado. A única maneira de você se livrar das suas dívidas é negociá-las com seus fornecedores, com a SERASA ou com o SPC. No caso de juros abusivos, procure o PROCON da sua cidade.
























Informando
NOME:
CPF  e/ou  CNPJ:
Indicando o serviço
Serviço (  ) Limpeza    )Score
Forma Pagamento: (  ) A vista   (   )  Duas Vezes.

domingo, 14 de maio de 2017

"Crítico literário Antonio Candido morre aos 98 anos, em São Paulo"


Candido foi um dos mais importantes críticos literários brasileiros. (Foto: Reprodução)
 20
 0
 0
O crítico literário e sociólogo Antonio Candido morreu em São Paulo, na manhã desta sexta-feira (12), aos 98 anos. A informação foi confirmada pela Faculdade de Filosofia e Letras e Ciências Humanas da USP (Universidade São Paulo), onde ele deu aulas no curso de Letras. O velório ocorre no Hospital Albert Einstein até as 17h.
Autor do livro “Formação da Literatura Brasileira”, Candido foi um dos mais importantes críticos literários brasileiros. Ele nasceu no Rio de Janeiro, em 24 de julho de 1918. Na infância, não estudou em escolas e foi educado em casa, tendo a mãe como professora. Ainda criança, ele se mudou para Poços de Caldas (MG) e depois para São João da Boa Vista, no interior de São Paulo.
Em 1937, iniciou os cursos de Direito e de Ciências Sociais na USP. Quatro anos depois, ele se formou em Ciências Sociais. Tornou-se livre-docente de literatura brasileira em 1945 e doutor em ciências em 1954. Em 1974, passou a ser professor titular de teoria literária e literatura comparada da USP, cargo em que se aposentou em 1978.
De suas obras de crítica literária, a mais importante é “Formação da Literatura Brasileira”, de 1959, sobre os momentos decisivos da formação do sistema literário brasileiro. Também foi importante graças a seus estudos sociológicos. Analisou o “caipira paulista e sua transformação” em “Os Parceiros do Rio Bonito” (1964).
Ao lado de outros intelectuais brasileiros, entre eles Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982), fez parte da criação do PT, em 1980. Em 1998, recebeu o Prêmio Camões, concedido pelos governos do Brasil e de Portugal, em Lisboa. Em 2005, ganhou o Prêmio Internacional Alfonso Reyes, no México. (AG)"
Fonte: http://www.osul.com.br/critico-literario-antonio-candido-morre-aos-98-anos-em-sao-paulo/
Ler ainda:

sábado, 13 de maio de 2017

"Consumidor tem direito a produto gratuito se encontrar mercadoria vencida à venda"

Em Santa Catarina, os consumidores passam a ter direito a produto gratuito quando encontrarem produtos alimentícios vencidos nos estabelecimentos  comerciais, desde que se manifestem "antes de realizar a compra." 

Entretanto, a lei não se aplica se a constatação acontecer depois da compra. Neste caso, deverão procurar negociar com o estabelecimento, não obtendo sucesso, deverão recorrer ao PROCON ou efetuar denúncia na Vigilancia Sanitária do Estado ou do Município . 

Leia a matéria do Diário Catarinense.

"Consumidor tem direito a produto gratuito se encontrar mercadoria vencida à venda

11/05/2017- 11h36min

  -  Atualizada em 11/05/2017- 13h00min




Fonte:http://dc.clicrbs.com.br/sc/estilo-de-vida/noticia/2017/05/consumidor-tem-direito-a-produto-gratuito-se-encontrar-mercadoria-vencida-a-venda-9791021.html

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Carteiras de habilitação passarão a ser emitidas com QR-Code

Carteiras de habilitação passam a ser emitidas com QR-Code visando evitar fraudes e falsificações no documento. Leia a matéria do jornal O sul e conheça todas as alterações que vão deixar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) mais segura, com a inclusão do QR-Code. 

http://pdf.osul.com.br/ p. 16



terça-feira, 9 de maio de 2017

Com rombo de 1 bilhão, a Fundação Banrisul penaliza os seus aposentados, retirando destes, direitos adquiridos

A Fundação BANRISUL tenta equacionar o seu déficit de aproximadamente R$ 1 bilhão, rasgando a constituição federal,  e repassando parte desse valor aos funcionários aposentados, cujos direitos adquiridos foram usurpados.

Colegas do BANRISUL vamos nos unir para buscarmos a reversão desses débitos, haja vista que não fomos os responsáveis pela má gestão dos recursos. Vamos exigir a comprovação da origem do déficit e fazer com que seja repassado a quem o gerou.

Estamos muito passivos frente a esses abusos. O que acham de fazermos camisetas com contracheques e marcarmos um ato público? Talvez assim sejamos ouvidos. São os nossos direitos que foram retirados, então, é nosso direito reivindicar.

Ao contrário do que querem fazer a população crer, os débitos aos aposentados são muito expressivos sim, e existem centenas de colegas em situação desesperadora e de quase miséria. Os contracheques estão ai para comprovar.

Leiam as matérias neste post, cujas  autorias estão mencionadas ao final de cada uma.

"06/05/2016 21h26 - Atualizado em 06/05/2016 21h26

Com rombo de R$ 1 bilhão, fundação desconta de aposentados no RS

Ministério Público investiga a Fundação Banrisul de Seguridade Social.
Entidade diz que déficit se deve a benefícios extra-regulamentares.

Do G1 RS
Vejam o vídeo no link :
O Ministério Público do Rio Grande do Sul investiga um rombo de mais de R$ 1 bilhão na Fundação Banrisul de Seguridade Social (FBSS). Os aposentados de um dos quatro planos de previdência complementar oferecidos pela entidade reclamam que, para cobrir parte do déficit, estão tendo descontos que comprometem quase metade da aposentadoria, como mostra reportagem do RBS Notícias (veja no vídeo).
Uma auditoria da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), órgão do governo federal que fiscaliza a previdência complementar, constatou indícios de irregularidades no fundo. Foi firmado um termo de ajustamento de conduta, e um novo plano de previdência foi criado.
Porém, os aposentados que permaneceram no plano antigo denunciam que são obrigados a arcar com um rombo de R$ 680 milhões. Cerca de 5 mil aposentados recebem os vencimentos com descontos que chegam a quase 40%. "Em janeiro, fevereiro e abril, minha folha veio zerada da fundação", protesta a aposentada Salete Vieira Cristofoli. "Trabalhei 34 anos e não estou recebendo. Só para devolver para a fundação o que nos tiraram não sei de que maneira, estou pagando 39,11% de contribuição", diz.
A estimativa é que a entidade levaria 20 anos para pagar a dívida. "Considerando minha idade, é impossível viver mais 20 anos. Não serei testemunha do que será nossa fundação", lamenta o aposentado Egon Danilo Wolff.
Muitos deles acabam contraindo mais empréstimos para arcar com as despesas do dia a dia. O aposentado José Marum Faad conta ter ficado com o contracheque zerado ao final do mês. "Não esperava chegar à aposentadoria apresentando dificuldades financeiras", desabafa.
Segundo a FBSS, o déficit se deve ao aumento dos gastos com benefícios extra-regulamentares determinados pela Justiça. De acordo com a empresa, há mais de 3,5 mil processos judiciais contra o plano.
Mas segundo a secretária da Associação dos Funcionários Aposentados do Banrisul (Afaban), Analice Leitão, a fundação usou o dinheiro descontado dos salários dos funcionários em investimentos que resultaram em prejuízos. Por exemplo, comprando ações do até então multimilionário Eike Batista. "Pouco depois, as empresas faliram e os R$ 30 milhões se transformaram em pó", explica.
O Banrisul informou também que o déficit que está sendo divulgado pela Afaban não corresponde à realidade atual dos planos de benefícios. " (<http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2016/05/com-rombo-de-r-1-bilhao-fundacao-desconta-de-aposentados-no-rs.html>)

"Funcionários do Banrisul protestam contra déficit bilionário do fundo de pensão

Bancários reclamam de descontos cada vez maiores de remunerações para compensar dívidas

Funcionários e aposentados protestaram contra déficit bilionário do fundo de pensão  | Foto: Guilherme Testa

Funcionários e aposentados protestaram contra déficit bilionário do fundo de pensão | Foto: Guilherme Testa
  • Bibiana Borba / Rádio Guaíba


Com remunerações reduzidas devido ao déficit acumulado da Fundação Banrisul de Seguridade Social (FBSS), funcionários e aposentados do Banco do Estado protestam nesta quinta-feira, próximo ao Parque Harmonia, em Porto Alegre. O grupo deve permanecer até as 15h em frente à sede da Justiça Federal para chamar atenção aos processos que investigam as causas das dívidas das empresas que compõem o grupo de economia mista. Conforme a Associação dos Funcionários das Empresas do Grupo Banrisul (Agban), o rombo da fundação, atribuído à má gestão, é de R$ 1,33 bilhão.
A situação vem revoltando ainda mais os bancários desde dezembro de 2015, quando os descontos de salários, aposentadorias e pensões foram ampliados para compensar o déficit. Os trabalhadores consideram injusto o atual acordo que prevê que os associados da fundação arquem com 63% das dívidas, enquanto as empresas pagam 37%.
As reduções afetam cerca de doze mil funcionários e ex-funcionários, segundo os manifestantes. Para cinco mil deles, principalmente aposentados vinculados ao plano mais antigo de previdência complementar, a contribuição fica entre 30% e 40% dos salários. A Agban afirma estar recorrendo ao poder Judiciário desde 2012 para reduzir os valores, sem reversão até agora. Um inquérito civil público também é conduzido pelo Ministério Público Federal. (<http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/Geral/2016/5/586273/Funcionarios-do-Banrisul-protestam-contra-deficit-bilionario-do-fundo-de-pensao>)"

"Rombo de R$ 1,330 bilhão na Fundação Banrisul de Seguridade Social (FBSS)

 5 de maio de 2016

O rombo de R$ 1,330 bilhão na Fundação Banrisul de Seguridade Social (FBSS) chegou a limites insuportáveis para ativos, aposentados e pensionistas do fundo de pensão. Por isso, a Associação dos Funcionários das Empresas do Grupo Banrisul (AGBAN) fará manifesto no próximo dia 5 de maio, a partir das 9 horas, na Rua Otávio Caruzo da Rocha, 600 – em frente ao prédio Justiça Federal em Porto Alegre.
Os manifestantes querem esclarecimentos do mau uso dos recursos do Fundo e solução para a grave situação. Querem também dar visibilidade pública ao caso (há inquérito civil no Ministério Público Federal), e, sobretudo, pedir a suspensão dos descontos, que somados à participação normal atinge, em alguns casos, média de 30% sobre proventos brutos individuais. Os descontos já determinaram contracheques zerados para aposentados e a desoladora perspectiva de quem espera usufruir futuramente da complementação da aposentadoria. A FBSS sinaliza aos participantes que os descontos se estenderão por mais de 20 anos – estima-se que a maioria não viverá para cumprir a exigência.
Os primeiros sinais da má gestão do Fundo apareceram em 2009 e em 2013 chegaram R$ 1,33 bilhão. Em nenhum momento, as causas do péssimo resultado foram esclarecidas. Entretanto, a partir de agosto de 2014, o prejuízo foi dividido entre os participantes em forma de desconto, além da contribuição normal.
Metade do número de conselheiros e metade da diretoria é escolhida por voto dos participantes da FBSS, mas são os patrocinadores (no caso o Banco) que fazem a designação dos respectivos presidentes, estes definem as premissas atuariais do Fundo e detêm voto de minerva nas decisões colegiadas.
Dos descontos:
Ainda em 2009, a Fundação determinou que os associados arcassem com 82% do rombo e as empresas patrocinadoras com 18%; o que foi alterado em 2013 para 63% para os participantes e 37% para as empresas. Números injustos considerando que a lei autoriza a recomposição de déficits até o limite máximo de 50% para patrocinadores e participantes – para cada contribuição normal feita pelo participante, o patrocinador contribui com igual quantia. .
Em dezembro/2015, iniciou novo desconto de 11,33% do rendimento bruto, relativo ao Fundo de Sobrevalorização dos Benefícios, criado por Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). O acerto foi entre FBSS, Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC) e patrocinadores em questão, sob a justificativa de pagamento da variação do dissídio da categoria aos inativos. (Desde a criação do Fundo, em 1964, há essa previsão em regulamento, mas não é utilizado para fixação das premissas atuariais, revistas, obrigatoriamente, ano a ano).
Ingerências e má gestão:
A Associação dos Funcionários das Empresas do Grupo Banrisul (AGBAN) garante possuir documentos que atestam ingerências constantes dos patrocinadores no fundo gerido pela Fundação Banrisul. Diz ainda que isso será demonstrado nas ações judiciais que estão sendo propostas para a recomposição do Plano de Benefícios. Segundo a entidade, mais de 13 mil famílias dependem da Fundação Banrisul de Seguridade Social, sobretudo os cinco mil participantes, que não migraram para outros planos em 2014, e estão vendo seus proventos diminuírem dia a dia." (<https://www.discrepantes.com.br/rombo-de-r-1330-bilhao-na-fundacao-banrisul-de-seguridade-social-fbss/>)

Leia também < http://odeter.blogspot.com.br/2016/10/bancarios-do-banrisul-greve-e-lutas-por.html>