PLAYLIST

terça-feira, 6 de maio de 2014

Dominic Thiem, o talentoso tenista austríaco

Odete Soares Rangel


www.wikipedia.org
Dominic Thiem começou jogando tênis aos seis anos de idade e vem se firmando como uma grande promessa nesse esporte. 

Ele nasceu em 03 de setembro de 1993, em Wiener Neustadt, na Áustria.   


Hoje, ele derrotou Stanislas Wawrinka (número 3 do mundo), no torneio de  Madrid Open 2014 ATP Masters 1000, em apenas três sets (placar de 1/6, 6/2 e 6/4). Assistir aos seus jogos, ainda que pela TV,  é uma grande emoção.  É impossível não torcer por esse jovem grande tenista, ele dá um show em quadra.

Aparentando um equilíbrio emocional invejável em quadra e focado, não se deixou  abater diante de um tenista mais experiente como Wawrinka.

Sua superfície preferida da quadra de tênis é a argila. Ao que se lê nas redes sociais ele gosta de jogar futebol e praticar saltos de esqui.

Comecei a me interessar por tênis quando olhava os jogos de Gustavo Kuerten, maior tenista brasileiro. Torcia e vibrava a cada jogada sua. Depois comecei a torcer por Rafael Nadal, Novak Djokovic, Li Na, Andy Murray e muitos outros.  Agora me volto para Kei Nishikori e Dominic Thiem. Tenho certeza de ambos serão os grandes talentos do futuro.

Destro, faz golpes fantásticos com suas bolas nas paralelas. Seu treinador Guenter Bresnik deve se sentir orgulhoso do seu pupilo, pois os resultados estão aí para provar que o trabalho está atingindo as metas. 



Saiba mais sobre essa nova promessa do tênis, acessando os links abaixo:
  • http://en.wikipedia.org/wiki/Dominic_Thiem
  • http://www.tennisexplorer.com/player/thiem-cd8bc/
  • http://www.coretennis.net/tennis-player/dominic-thiem/19973/profile.html
  • http://tenisbrasil.uol.com.br/noticias/26679/Para-Thiem-concentracao-total-explica-a-vitoria/

Um comentário:

Odete Soares Rangel disse...

E Kei Nishikori não decepcionou na disputa (11.05.2014) da final do Open de Madrid contra Rafael Nadal, o número 1 do mundo. Ele deu um espetáculo em quadra, ganhando o primeiro set com facilidade e estava ganhando o segundo quando começou a ser acomtedido de dores e teve seu rítmo de jogo prejudicado. Rafael Nadal ganhou o segundo set e no terceiro Kei foi obrigado a desistir para não se ferir mais ainda. Kei é um vencedor! Parabéns a éle e ao Rafael Nadal pelas vitórias interrompida e concretizada.