PLAYLIST

domingo, 16 de dezembro de 2012

PROCON é coisa do passado

Odete Soares Rangel

Recebi a mensagem que você vê ao final deste post, marcada em itálico. Ele anda circulando por dezenas de e-mails com o título PROCON é coisa do passado. Desconheço a autoria do(a) redator(a), mas penso que há um equívoco quando afirma que PROCON é coisa do passado. 

PROCON vai ser sempre presente e funciona muito bem, dentro da sua alçada de decisão, porém não tem o poder de polícia, foi assim que me explicaram. Toda vez que busquei ajuda no PROCON, o problema foi solucionado. Eles têm boa vontade para ajudar você. Já tive uma situação com uma loja de um shopping que foi solucionada no primeiro telefonema, ainda na minha presença, no momento da reclamação.  

Reclame aqui também funciona bem. Certa vez, ao tentar solucionar um problema com a TAM, cada vez que eu ligava, me exigiam que eu repetisse o mesmo procedimento já realizado e aguardasse mais 30 dias,  tempo que tinham para a solução, pois alegavam que os três procedimentos executados, um deles em seu próprio balcão através de formulário preenchido por colaborador da companhia, não existiam. Decidi registrar no reclame aqui. Posteriormente, a TAM respondeu e efetuou o ressarcimento, embora sem as devidas correções.  

O Reclame aqui ajuda muito com o seu trabalho. Mas se você analisar as ocorências ali  registradas, você verá que algumas empresas ficam dando desculpas esfarrapadas, o  que vai postergando a solução do problema.  

As empresas têm de ser mais ágeis, precisam ter pessoas eficientes e qualificadas para que o consumidor tenha seus direitos respeitados.

Ambas as instituições funcionam bem! E há espaço para as duas, pois é bastante elevado o número de reclamações de consumidores.

Por exemplo, um consumidor fez  uma reclamação de um produto pago e não entregue, vejam a resposta da empresa. Quem responde é o SAC, manda enviar o e-mail para o SAC e diz que aguarda contato. Só pode ser brincadeira, o consumidor já fez o contato, porque a pessoa que respondeu a reclamação não redirecionou para o e-mail indicado minimizando os transtornos ao consumidor.  Assim, este terá de reportar-se novamente, esperar mais tempo pela resposta.

Sabe-se a resposta, eles acabam ganhando tempo e quem sabe depois de tanto o cliente fazer contatos, encontrem uma solução.

Obviamente que nesse particular,  o Reclame Aqui não tem nenhuma responsabilidade, nem como intervir, vai da consciência e ética de cada um.

Resposta da EmpresaSábado, 15 de Dezembro de 2012 - 16:04

Prezado Cliente,

Possuímos um Departamento de Atendimento ao Consumidor, qualquer reclamação, crítica ou sugestão deve ser enviada através do e-mail sac@......com.br ou pelos telefones .........

Aguardamos seu contato.

Cordialmente,
SAC ? 


"PROCON é coisa do passado.
A Revista Exame traz uma reportagem sobre um site chamado "Reclame Aqui".

A ideia é que seja um mural (ESPÉCIE DE MURO DAS LAMENTAÇÕES) onde as pessoas expõem suas queixas sobre serviços ou produtos, visível a todos que acessarem o site.

O interessante é que, sem burocracia, os problemas são solucionados com mais rapidez.

Quando um consumidor reclama de um produto de alguma empresa, essa empresa recebe um e-mail dessa queixa.

E como a empresa preza por sua imagem, ela tende a ser eficiente na solução, que será aberta ao público.
O que tem dado muito certo, já que 70% dos casos são resolvidos!

E o tempo médio é de menos de uma semana, diferente do PROCON que tem a média em 120 dias.
  
Lá vai o site:

5 comentários:

Arione Torres disse...

Oi amiga, muito interessante... Tenha uma ótima semana, beijos.

Odete Soares Rangel disse...

Oi Arione, é interessante mesmo, se você olha as reclamações você fica assustada.
Uma ótima semana para vc tbem minha querida.
Bjos

Odete Soares Rangel disse...

Efetuei uma reclamação no RECLAME AQUI contra a OI em 16.12.2012, até a presente data essa não foi respondida, embora alguns ajustes já tenham sido providenciados.

Anônimo disse...

Também fui muito bem atendida pelo Procon, pena que o meu problema ainda não foi solucionado (agora está no tribunal de pequenas causas). Também duvido que seja coisa do passado, pois aqui em SP eles prestam um ótimo atendimento.

Odete Soares Rangel disse...

Desconheço seu problema, mas creio que terá solução. Uma amiga tinha uns cheques sem fundos que lhe foram passados por um profissional daqueles que a gente poderia dizer que não ia dar em nada. Sugeri que colocasse nas pequenas causas, ela recebeu os valores em pouco tempo. A demora maior foi porque o oficial de justiça não conseguia entregar a intimação, a pessoa se escondia. Foram repassados a eles todos os endereços pessoal e profissionais da pessoa, dái foi rápido.

Boa sorte e abraço para você!