PLAYLIST

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Meu pai, o elo perdido

Odete Soares Rangel

Pai acordei pensando em ti, me fazes uma falta danada! Hoje comemorarias mais um ano de vida. Infelizmente nos privastes da tua presença tão cedo! Não perdemos apenas o pai que amávamos, mas o guerreiro, o líder, o homem sensato, cauteloso, humano, equilibrado, amoroso, honesto e digno de todos os elogios e reconhecimento que possamos te dedicar. E o mais importante de todos, perdemos o elo de ligação da família, àquele que a mantinha unida e completa. Lágrimas me vêm aos olhos,  a saudade é imensa, o consolo é de que um dia nos reencontraremos num outro plano. Luz e paz profunda Pai, que os Anjos Celestes e nossa mãe te abraçem por nós, por mim e meus irmãos Odilka e Luis Carlos. A Odilka ou Tuka como é carinhosamente chamada, te levará flores nesse dia; eu a distância faço o que sei, penso e escrevo em tua homenagem. 

Meu Pai

Pai,
Obrigada pela companhia
Obrigada pelo direito à vida
Obrigada pelo sorriso

Pai,
Obrigada por reclamar
Obrigada por me escutar
Obrigada por me ensinar

Pai,
Obrigada por não me deixar só
Obrigada por ser meu amigo
Obrigada, pois partiste,
Mas não me abandonaste

Apenas mudaste
Para a morada dos anjos celestiais
Obrigada, Meu pai!

(Luiza Maria da Silva Pinto Moura - Belo Jardim - PE por e-mail)

Nenhum comentário: